top of page

qual a sensação ao entrar na OCA - pirâmide de cobre

se desejar, me escreva mais! janeteanderman81@gmail.com

OCA

Janete Anderman desenvolveu a OCA pensando em seu potencial relacional, com o intuito de envolver o espectador em uma experiência que ocorre por meio da inserção de seu próprio corpo para dentro da obra. Uma experiência que convida à uma pausa meditativa dentro da forma piramidal, que contém em si simbolismos milenares. E, ainda, conforme experimentos científicos comprovaram o melhor desenvolvimento de plantas sob a pirâmide, a possibilidade de purificação e ativação energética. 

Para que realmente possa acontecer a canalização energética dentro da obra, a artista respeitou os parâmetros de forma necessários para a composição da pirâmide, utilizando o recurso de modelagem e impressão 3D, com o apoio do artista Jack Holmer.  

Além disso, a proposta da OCA, como instalação no jardim do Instituto Mirtillo Trombini, consiste na reflexão sobre a obra de arte inserida na natureza e arquitetura paisagística. Como a pirâmide possui a forma vazada, concilia-se muito intimamente ao entorno, mas, ao mesmo tempo, apresenta-se como outro elemento não convencional da arquitetura de jardins. Ou seja, um elemento que se integra ao ambiente, mas gera determinada ruptura com a paisagem convencional, deslocando o espectador de seu lugar-comum para a percepção sensível e visão de outros ângulos acerca do ambiente no qual se encontra inserido. 

Ana Carolina Mondini

bottom of page